OAB/RS oficia INSS sobre a falta de acessibilidade em agência

A Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência da OAB/RS oficiou a Gerência-Executiva Regional do INSS, na tarde da segunda-feira (15), sobre a falta de acessibilidade na Agência Partenon do Instituto. Em reunião com o gerente-executivo, Claiton Soares, o vice-presidente da CEDPD, Francisco Telles, relatou a vistoria realizada pela Comissão na Agência Partenon no início do mês, no qual apurou-se que os elevadores que dão acesso ao local não estavam funcionando, limitando a entrada por apenas uma rampa inapropriada para pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção. “O acesso não é o mais adequado, visto que as pessoas que chegam de carro acabam desembarcando em local proibido, causando transtornos no trânsito pela interdição de uma das pistas da rua e passando por constrangimentos no processo. Entendemos que o ideal seria que o desembarque ocorresse na rua lateral onde ficam os elevadores, de forma que os mesmos sejam reativados, ou se construa uma entrada de carros”, afirmou Telles. O gerente-executivo regional do INSS, afirmou que não é possível no momento tanto a construção da rampa como a manutenção dos elevadores, porque não está no orçamento anual do Instituto. Ao final da reunião, ficou decidido que a OAB/RS, em parceria com o INSS, vai oficiar o Prefeitura de Porto Alegre, por meio da SMOV e da EPTC, sugerindo a providência de um recuo na rua para o desembarque de carro, de forma que não se prejudique mais o trânsito e ajude, paliativamente, as pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção. Também participaram da reunião os membros da CEDPD, Carla Jardim e Cristian Buffara. Já durante a vistoria na agência participaram os membros Franciso Telles, Carla Jardim e Jaqueline Dippe.
15/10/2018 (00:00)
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia