III Conferência Estadual da Mulher Advogada é marcada por homenagens e empoderamento

Emoção, solidariedade, afeto e união foram as características da homenagem à conselheira federal pelo Rio Grande do Sul e ex-presidente da OAB/RS, Cléa Carpi, e à presidente da Comissão Nacional da Mulher Advogada, Eduarda Mourão, durante a III Conferência Estadual da Mulher Advogada da OAB/RS. O evento foi realizado entre os dias 08 e 09 de agosto no OAB/RS Cubo (Rua Manoelito de Ornellas, 55 – Porto Alegre). A conselheira federal pelo Rio Grande do Sul e ex-presidente da OAB/RS, Cléa Carpi, que também já foi secretária-geral da OAB Nacional e Medalha Rui Barbosa, foi homenageada pela Comissão da Mulher Advogada da OAB/RS (CMA). A presidente da Comissão Nacional da Mulher Advogada, Eduarda Mourão, conta que a homenageada faz parte da história da advocacia brasileira: “Ela é uma luz para o Conselho Federal da OAB e para todas as advogadas. Ela nos enche de orgulho, para seguirmos em frente e buscarmos, cada vez mais, o nosso espaço”, chamou a atenção. Em sua fala, o presidente da OAB/RS, Ricardo Breier, disse que Cléa tem uma história fundamental e reconhecida no Brasil: “Eu posso afirmar que ela sempre teve um olhar e um afeto com todos que a procuram. Ela estendeu a sua importância na advocacia para todo o Rio Grande do Sul e, consequentemente, para todo o Brasil. A bandeira da mulher advogada deve muito ao seu trabalho e dedicação incansável”, conclamou.  A presidente da comissão, Beatriz Peruffo, afirmou que Clea é um exemplo para a advocacia: “Quando eu iniciei na advocacia era a Dra. Cléa a presidente da seccional e posso afirmar que ela é sim uma mulher de Ordem, um exemplo a ser seguido. Que tenhamos mais mulheres como ela”, destacou.  Na mesma linha, a diretora-geral da Escola Superior de Advocacia da OAB/RS, (ESA/RS), Rosângela Herzer, fez questão de salientar o papel representativo da homenageada: “Eu só posso dizer que ela é um orgulho para mim e para todas as advogadas”, falou. Emocionada, Cléa Carpi declarou que é uma honra receber as homenagens e reiterou que a união da advocacia é fundamental: “A vida é feita de escolhas, mas também a importância delas é a fidelidade. Eu tenho a advocacia e a Ordem como fidelidade. Não tenham medo de correr e de lutar. Agradeço muito a todas as mulheres e aos homens de Ordem”, comemorou. Ainda durante o evento, a presidente da Comissão Nacional da Mulher Advogada, Eduarda Mourão, foi palestrante de um tema fundamental para a advocacia e também para a sociedade. Eduarda lembrou que, só em 2017, foram realizadas 73 mil denúncias de violências contra a mulher: “A violência contra a mulher, infelizmente, é muito presente aqui. Uma melhora nesse cenário tem que vir, e precisamos continuar atuando para que possamos ser ouvidas e termos cada vez mais espaços”, afirmou. A presidente da CNMA, disse que a atuação da CMA gaúcha é reconhecida em todo o território nacional: “A atuação daqui dá uma luz muito grande para continuarmos atuando. Vocês têm persas frentes de atuação que buscam combater o machismo e a violência contra a mulher, tanto no nosso exercício profissional, quanto na sociedade, e, por causa disso, vocês são muito lembradas”, comentou. Além disso, Eduarda, destacou que a união é fundamental para que a mulher tenha mais voz e espaço: “Nossas ações só vão para frente se estivermos unidas. A história da mulher brasileira tem que ser escrita por nós e assinada por nós”, exclamou.
09/08/2018 (00:00)
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia